quarta-feira, 21 de setembro de 2011

BLOGUEIRO PARTICIPA DE COORDENAÇÃO EM PROJETO ESCOLAR DO MUNICÍPIO DE ARARAQUARA

Olá a todos.
Realmente peço desculpas pela minha ausência neste blog.
A lista dos motivos é longa e distinta, porém, prometo estar mais presente com vcs.
Desde já eu agradeço e aproveito a oportunidade de apresentar um projeto do qual faço parte da coordenação e que tem consumido muito meu tempo.

A TAÇA ESCOLAR MUNICIPAL DE ARARAQUARA (TEMA) é um sonho antigo dos professores de Educação Física da Prefeitura Municipal de Araraquara e com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, em 2011 demos início a esse projeto.

Abaixo, algumas informações sobre a abertura desse evento.



DUELO ENTRE ESCOLAS

05/05/2011

O prefeito Marcelo Barbieri participou no último sábado, dia 30 de abril, na EMEF Rafael de Medina, no Jardim Eliana, da abertura oficial do primeiro evento socioesportivo entre escolas municipais de Ensino Fundamental de Araraquara, a "Taça Escolar Municipal de Araraquara" - TEMA, idealizado por professores de Educação Física da rede.

O campeonato da modalidade futebol de salão - futsal recebeu 260 inscrições dos estudantes que compõem os anos finais (7º, 8º e 9º), sendo 20 alunos de cada unidade das 13 EMEFs, na categoria sub-16.

O objetivo do evento é proporcionar, por meio de atividades recreativas e desportivas, o espírito de integração entre alunos, professores e profissionais das escolas participantes, sempre baseadas em atividades sadias e fortalecedoras do convívio social, amizade e lazer.

Para o prefeito, o evento propicia experiências aos alunos e interação entre as escolas. "Este será um momento único na vida de todos os participantes, porque vai proporcionar uma vivência que jamais será esquecida. Nunca me esqueço do sentimento e da expectativa em relação aos jogos "interclasses" que tínhamos quando éramos nós os alunos. Outra coisa que ficou gravada em minha memória foi o que um professor de educação física nos disse: quem pratica esporte afasta de si aquilo que é ruim para a sua vida, como cigarros e drogas", disse Marcelo.

"Além disso, a prática do esporte pode mudar a vida de uma pessoa, contribuindo de maneira significativa na formação do caráter, pois exige disciplina, esforço e dedicação e ensina a compartilhar os momentos e a ter respeito uns pelos outros", ressaltou o prefeito.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Aluisio Braz (Boi), parabenizou Marcelo, o secretário da Educação, Orlando Mengatti Filho (Nino), e a comissão organizadora pela iniciativa. "Não me canso de elogiar a atuação do prefeito e do secretário quanto às melhorias que vem sendo feitas na educação municipal, e essa interação entre a educação e o esporte é algo novo e necessário para que possamos cumprir a nossa função principal que é fazer desses jovens cidadãos de bem. Parabéns a todos os professores que se uniram para promover esse evento", cumprimentou.

O professor José Cláudio Höfling Filho, membro da comissão organizadora do TEMA, destacou que a competição "permite não apenas a prática esportiva, como também o fortalecimento da relação 'aluno-professor-escola'. Só de estarmos aqui, lançando este campeonato com aval do prefeito já é uma vitória", disse.

O evento contará com três fases de competição: 1ª fase de grupo (turno único), 2ª fase - eliminatória (semifinais) e 3ª fase - final (finais e disputa de 3º e 4º lugares). Os jogos serão disputados nas escolas participantes.

Diversas melhorias

O secretário municipal da Educação, Orlando Mengatti Filho (Nino), lembrou os investimentos feitos nas quadras poliesportivas das escolas municipais.

"O prefeito Marcelo Barbieri entregou, em novembro do ano passado, esse ginásio de esportes totalmente reformado em um investimento de R$ 23 mil, que contemplou a troca do piso, pintura interna e externa e a reforma completa do telhado, com a colocação de telhas translúcidas para garantir maior luminosidade. Hoje temos a quadra mais bonita da cidade, com potencial de receber grandes campeonatos, o que mostra a preocupação do prefeito em integrar educação e esporte", disse o secretário.

"Em 2010, o prefeito realizou intervenções que mudaram a realidade de diversas escolas, melhorando as quadras com cobertura, pintura e iluminação, além de equipar com redes e bolas de futebol, vôlei, e basquete, entre outras modalidades", contou Nino.

O secretário de Esportes e Lazer, Jair Martineli, agradeceu o apoio e o incentivo que o prefeito tem dado ao esporte amador araraquarense. "São diversas obras de reformas feitas em quadras de escolas, ginásios e áreas de lazer, que antes ficavam abandonadas e hoje são amplamente utilizadas pela comunidade", enfatizou o secretário.


domingo, 7 de agosto de 2011

MOVIMENTAR-SE PARA AMPLIAR POSSIBILIDADES DE PARTICIPAÇÃO EM GRUPOS SOCIAIS

Por Adriano Vieira


Essa temática é muito importante para os adolescentes, principalmente se considerarmos o momento peculiar de sua faixa etária. Sabe-se que no início da adolescência os alunos estão passando por mudanças significativas, tanto biológicas como culturais.

A adolescência corresponde ao período de transição entre a infância e a idade adulta, em que ocorrem intensas transformações físicas, psicológicas, afetivas e sociais. No que se refere ao movimentar-se, o adolescente passa por um momento em que tem que se acostumar com uma nova composição corporal: ganha mais massa muscular, mais massa óssea, seus membros crescem substancialmente.

Todas essas mudanças podem provocar uma certa “des-coordenação” motora, um certo estranhamento no executar de determinados movimentos. E isso se dá justamente em um momento em que atividades como jogos, danças, lutas, skatismo, ciclismo, patinação etc. são bastante valorizadas pelos jovens, principalmente pelo grande potencial de interação social que elas têm.

É na interação sócio-cultural, próprias da idade, que os adolescentes têm a oportunidade de amadurecer seu padrão motor e ampliar suas possibilidades de movimentação.

Porém, é preciso ter cuidado. Em atividades como as acima citadas, o organismo é demasiadamente exposto. A não compreensão dessas mudanças corporais pelos jovens pode acarretar inúmeros problemas, comprometer sua participação nos diferentes grupos.

Cabe à Educação Física escolar ajudar os alunos a compreenderem melhor o momento da vida por que passam, tanto no que diz respeito ao desenvolvimento biológico quanto ao papel da cultura nesse processo. Isso ajudará os alunos a lidarem melhor com a situação e criará possibilidades de mais participação e com mais qualidade.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

FALSO PROFESSOR ENGANAVA ALUNOS EM ACADEMIA NO RJ

FALSO PROFESSOR ENGANAVA ALUNOS EM ACADEMIA NO RJ
Em Niterói, no Rio de Janeiro, um golpista foi preso em flagrante. Ele se passava por personal trainner e professor de Educação Física, para dar aulas em uma academia em Icaraí.


ESSE É UM ALERTA PARA TODOS OS ESTADOS DO BRASIL.
CERTIFIQUE-SE, VOCÊ, ALUNO OU CLIENTE, QUE ESTA PAGANDO (E CARO EM MUITOS CASOS) POR SERVIÇOS PRESTADOS POR UM PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA - QUE ESTE ESTEJA HABILITADO PARA O DE SERVIÇO QUE DESEJA.

PEÇA SEMPRE O REGISTRO DESSE PROFISSIONAL E CONSULTE NO BANCO DE DADOS DOS CONSELHOS REGIONAIS DE CADA ESTADO.

E PARA OS QUE INSISTEM EM PREJUDICAR A SAÚDE DOS OUTROS E A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO PROFISSIONAL HABILITADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA.

ESTAMOS DE OLHO!

Conselho Regional de Educação Física - SP http://www.crefsp.org.br/

segunda-feira, 23 de maio de 2011

A (MESMA) CARA DA EDUCAÇÃO NO PAÍS!

DEPOIMENTO DA PROFESSORA AMANDA GURGEL

Professora Amanda Gurgel silencia Deputados em audiência pública.
Depoimento Resumindo o quadro da Educação no Brasil.
Educadora fala sobre condições precárias de trabalho no RN/BRASIL.
(10/05/2011)


ESSE VÍDEO NÃO CHEGA A SER UM DESABAFO... MAS UMA CONSTATAÇÃO DA REALIDADE EM QUE A EDUCAÇÃO É ENCARADA PELO PODER PÚBLICO... E DE COMO (NÓS PROFESSORES) VAMOS ENCARAR ISSO DAQUI PARA FRENTE.
VALE A PENA ASSISTIR E REFLETIR.


terça-feira, 12 de abril de 2011

CRIANÇAS RECEBEM VISISTA DE TIRANOSSAURO BEBÊ EM ESCOLA AUSTRALIANA

Uma boa iniciativa assim como um divertido entretenimento para crianças e jovens na escola. Essas idéias podiam pegar aqui no Brasil.

CRIANÇAS RECEBEM VISISTA DE TIRANOSSAURO BEBÊ EM ESCOLA AUSTRALIANA

Já pensou estar tranquilo na sua escola e, de repente, perceber que um tiranossauro rex invadiu o lugar? Alunos de uma escola na Austrália também nunca tinham imaginado a cena, mas foram surpreendidos quando estavam reunidos ouvindo sobre o espetáculo "Walking with dinosaurs" ("Andando com dinossauros", em português).

É claro que tudo era uma grande brincadeira, com bonecos mecânicos que imitam os enormes animais jurássicos. Mesmo assim, muitos dos 350 estudantes que ficaram cara a cara com o falso filhote de tiranossauro levaram um susto e tanto. Assista abaixo ao vídeo da BBC que mostra o momento da visitinha surpresa.





sábado, 29 de janeiro de 2011

LER E PRODUZIR TEXTOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: RESPONSABILIDADE E NECESSIDADE


Por Adriano Vieira


Ensinar leitura é obrigação da escola, instituição por excelência responsável por essa tarefa, conforme ressaltam Coimbra e Souza ao afirmarem que:

Ensinar é dar condições ao aluno para que se aproprie do conhecimento historicamente construído e se insira nessa construção como produtor do conhecimento. Ensinar é ensinar a ler para que o aluno se torne capaz dessa apropriação, pois o conhecimento acumulado está escrito em livros, revistas, jornais, relatórios, arquivos. Ensinar é ensinar a escrever porque a reflexão sobre a produção de conhecimento se expressa por escrito.

Por outro lado, se o primordial para nós é que os alunos aprendam os conteúdos socialmente relevantes da Educação Física na escola, se faz necessário que eles leiam e produzam textos sobre tais conteúdos, de forma critica e criativa, nos mais diferentes contextos em que esses conhecimentos e valores se encontram, significam e re-significam na sociedade.

Entendemos que, para apropriar-se dos conhecimentos e valores relevantes da área, o aluno deva utilizar-se de diversas linguagens - linguagem corporal/gestual, musical, das artes plásticas, cênicas e linguagens relacionadas ao áudio-visual -, sobretudo, da linguagem verbal (escrita e falada), tanto como forma de comunicação, como estratégia de aprendizado.

Para se ter uma idéia, boa parte dos conhecimentos estudados, organizados e sistematizados pela Educação Física encontram-se materializados em livros, revistas, jornais, almanaques. Estão presentes também em vídeos, discos, fitas cassetes, quadros, esculturas, na internet, etc. Circulam socialmente por meio de textos narrativos, relatos, expositivos, argumentativos e instrucionais. Textos escritos e falados (orais).

Por tudo isso, é fundamental que a Educação Física escolar incorpore em sua metodologia o trabalho com leitura e produção de textos, procurando, também ela, desenvolver capacidades que, por colaborarem substancialmente para a apropriação dos saberes, são essenciais para a leitura de mundo e para um convívio democrático em uma sociedade letrada.

SUGESTÕES DE TRABALHO COM LEITURA

Para que a leitura tenha mais significado, é importante colocar em prática algumas estratégias. A seguir sugerimos algumas, mas temos certeza de que você pode ir além:

É muito importante apresentar o texto para os alunos dentro do contexto, situando o tipo de texto, o autor que escreve, a situação na qual foi escrito e sua intenção.

Outra coisa muito importante é levantar os conhecimentos prévios dos alunos. Isso pode ser feito pela problematização do título do texto: o que mesmo o título sugere, por que será que o autor escolheu esse título? Aqui dá para explorar o vocabulário do aluno e estabelecer relação com a aprendizagem já ocorrida. Lembre-se de que o texto está no contexto de um processo de aprendizagem sobre uma determinada temática.

É possível ainda pedir para que os alunos façam uma primeira leitura e destaquem palavras desconhecidas e que necessitam serem esclarecidas para que haja uma maior compreensão. É importante também sugerir que façam anotações sobre o que estão lendo.

Vale ressaltar que é preciso ir além da compreensão do texto. É preciso que haja uma interação do aluno com o texto. Essa relação se dará por meio dos conhecimentos que os alunos já possuem a respeito do que será tratado. Por isso, é importante ajudar o estudante a estabelecer essa relação. A seguir sugerimos algumas estratégias possíveis:

1) Solicitar aos alunos que observem indicadores como títulos, manchete, imagens, portador do texto, procurando levá-los a perceber a intenção, os objetivos do autor;

2) Incentivar a exposição oral sobre o que sabem do assunto / conteúdo abordado;

3) Pedir-lhes que localizem informações relevantes para determinar a idéia central do texto;

4) Incentivá-los a relacionar informações para tirar conclusões que não estão explicitadas, com base em outras leituras, experiências de vida, crenças, valores;

5) Propor-lhes que relacionem os temas e conteúdos abordados a outros textos, de forma a perceber diferenças nos pontos de vista assumidos em cada abordagem;

6) Sugerir que, recorrendo a anotações feitas, relacionem o texto com o que foi discutido nos momentos de conversa reflexiva.

É preciso ainda estimular os alunos a extrapolarem o texto, como, por exemplo, pedindo para que questionem o ponto de vista do autor, ou as conclusões apresentadas, que levantem novas hipóteses a partir do texto.

Esse processo exige calma e paciência. No início, pode parecer difícil. No entanto, na medida em que os alunos vão apreendendo a ler dessa maneira, eles vão compreender melhor o texto. O importante é saber que não precisamos fazer isso tudo numa aula.

SUGESTÕES DE TRABALHO COM LEITURA COM OS TEXTOS DA TEMÁTICA ORA ABORDADA:

1) É muito importante apresentar o texto para os alunos, chamando a atenção para: o suporte textual, nesse caso, material didático (poderia ser livros, jornal, enciclopédia, revista, folheto etc.); título; autor; situação na qual foi escrito; intencionalidade; imagens que o acompanham etc.

2) Os textos em questão, por exemplo, foram produzidos para subsidiar professores e alunos na discussão sobre o papel das oportunidades no processo de aprendizagem dos alunos, em especial, do processo de aprendizagem de manifestações culturais que favorecem o movimentar-se dos adolescentes.

3) É necessário incentivar os alunos a fazer predições sobre o que acham que será tratado no texto e a expor o que sabem sobre o assunto. É importante também, esclarecer os objetivos da leitura: por que vamos ler esse texto?

4) Durante a leitura peça para os alunos identificarem palavras que desconhecem para serem esclarecidas com o uso de dicionário e com sua ajuda.

5) Para melhorar a capacidade de leitura dos alunos, é interessante propor questões ou um roteiro que o ajudem a compreender e interpretar o texto: identificarem a idéia principal do texto; a localizarem informações importantes; e a fazerem inferências;

6) É importante conversar com os alunos sobre tais questões para verificar seu desempenho na compreensão de texto;

7) Após a leitura, peça para os alunos conversarem sobre o texto, procurando estabelecer relações com as reflexões feitas até aquele momento sobre o movimentar-se na adolescência.

Referências Bibliográficas:

[1] Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português. Paulo Coimbra e Jane Mari Souza. Ler e escrever: compromisso de todas as áreas (pg. 13)

Link imagem:

http://2.bp.blogspot.com/_Pj8HTAjwJzk/TJlyQ5bTOEI/AAAAAAAABcg/8vDu_W7JnGE/s320/crianca+lendo+bisiblhotecarias+incentivo+a+leitura

INÍCIO DAS ATIVIDADES NO BLOG


OLÁ A TODOS.


ESTAMOS INICIANDO MAIS UM ANO DE ATIVIDADES AQUI NO BLOG E DESEJO A TODOS UM BOM 2011 E A PROMESSA DE UM ANO CHEIO DE INFORMAÇÕES, REFLEXÕES E COMPORTAMENTO INVESTIGATIVO.


ATENCIOSAMENTE.

PROF. JOSÉ CLAUDIO HÖFLING FILHO

Imagens:

http://www.postmania.org/wp-content/uploads/2008/11/wallpaper-ovos.jpg